Conheça as Normas do Balanço Patrimonial

Conheça as Normas do Balanço Patrimonial
27/03/2019

Já sabe o que é e quais são as normas do balanço patrimonial? Se você tem uma empresa é importante estar por dentro das especificidades desse processo para não ficar com pendências perante a lei. Isso porque esse relatório é obrigatório e deve seguir algumas regras para ser apresentado corretamente.

Assim, confira o que precisa saber sobre aqui neste artigo do e-Diário!

O que é um balanço patrimonial

Funcionando como um registro contábil, o balanço patrimonial tem como objetivo declarar a situação financeira em que se encontra uma empresa. Portanto, é preciso demonstrar a posição do patrimônio — tanto quantitativa quanto qualitativamente — em relação a um determinado período de tempo.

O balanço é importante pois é um facilitador da transparência contábil, uma vez que, por meio dele, é possível ter um parâmetro da situação real. Quando não elaborado de maneira correta, pode ser prejudicial para o futuro financeiro do negócio. Inclusive, a alteração de dados pode levar a problemas com órgãos fiscalizadores.

Categorias do balanço patrimonial

Primeiramente, é preciso separar os bens em três distintas categorias. São elas:

Passivo

Origens dos recursos representados por obrigações. São as contas a pagar, juros e financiamentos. Existem, ainda, duas subdivisões:

  • circulante — obrigações da empresa que vencem no próximo período;
  • não circulante — vencem depois do próximo período.

Ativo

Bens e direitos da empresa, como produtos e maquinários. São aqueles que geram um fluxo de caixa. Também possui algumas subcategorias. São elas:

  • realizável a longo prazo — direitos provenientes de vendas e empréstimos ou contas que serão saldadas depois do período;
  • investimentos — ações ou títulos adquiridos;
  • imobilizado — bens como o espaço e equipamentos;
  • intangível — sem valor monetário físico, são marcas e patentes.

Patrimônio líquido

Este é o recurso próprio total da empresa, obtido por meio da diferença entre o ativo e o passivo. No caso de o passivo ter um valor mais elevado, essa diferença é chamada de Passivo a Descoberto. Isso significa que este é o capital real que está disponível.

Quais são as normas do Balanço Patrimonial?

Quanto à estrutura, é preciso obedecer a Lei 11.638, de 2007, que estabelece uma maior adequação às Normas Internacionais de Contabilidade (NIC). Isso significa que há uma padronização entre vários países do mundo.

Primeiramente, informe o período que o documento compreende, podendo ser trimestral, semestral ou anual. O balanço deve conter, também, obrigatoriamente, todos os dados relacionados às categorias relacionadas acima. Com o registro de todas as entradas e saídas da empresa, você irá adquirir o patrimônio líquido.

Gostou de saber as normas do balanço patrimonial? Então não deixe de conferir outros artigos aqui no e-Diário!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais