Veja Como é um Modelo de Balanço Patrimonial

Veja Como é um Modelo de Balanço Patrimonial
06/11/2018

Você pode até não saber como é um modelo de balanço patrimonial ou saber o que de fato é um balanço patrimonial, mas, com certeza, já viu a expressão “Fechado para balanço” na porta de algum empreendimento, não é mesmo? Em geral, isso acontece para que a empresa possa verificar sua real situação financeira. Confira este artigo até o final e saiba mais sobre o assunto.

O que é balanço patrimonial?

O balanço patrimonial é um documento utilizado para demonstrar e representar a evolução da totalidade de patrimônio da empresa que foi adquirido em determinado espaço de tempo — geralmente é de um ano, mas ocorrem variações de acordo com o ramo e necessidade de cada negócio — assim como sua atual situação financeira, como citamos rapidamente acima. Em suma, o balanço patrimonial compõe umas das principais tríades de demonstrações contábeis e gerenciais que uma empresa pode ter.

Ou seja, quando você vê, por exemplo, a placa de “Fechado para balanço” em um comércio, significa que esta análise está sendo realizada em conjunto com todas as áreas internas da empresa, com o levantamento de produtos em estoque, esgotados e matérias-primas, por exemplo. 

O balanço patrimonial é importante para realizar um controle de custos da organização e acompanhamento do patrimônio, além de conseguir uma melhor visão sobre sua evolução no decorrer dos anos. 

Afinal, como é o modelo de balanço patrimonial?

Agora que você já sabe o que é balanço patrimonial, chegou a hora de saber como é um modelo de balanço patrimonial. Para isso, preparamos um checklist sobre tudo o que deve conter em sua estrutura. Veja:

  •  ter sua estrutura dividida em três grandes níveis:
  1. ativos: engloba todos os bens — equipamentos, máquinas, produtos em estoque, etc — e direitos — tudo aquilo que não está no poder da empresa, como por exemplo, recursos depositados no banco — que a empresa possui;
  2. passivos: trata-se de tudo o que a empresa deve a terceiros, assim como dívidas e obrigações financeiras;
  3. patrimônio líquido: é o capital em caixa, ou seja, a diferença entre os ativos e passivos da empresa. É importante ter em mente de que os ativos precisam ser maiores do que os passivos.
  • possuir subdivisões, sendo elas: ativo circulante, ativo não circulante, passivo circulante e passivo não-circulante. 
  • na hora de colocar todas as informações no papel, é essencial colocar o nome da empresa e o período em que o levantamento foi feito, seguido pelas informações acerca das contas do balanço patrimonial. As informações devem ser dispostas organizadas com os ativos à esquerda e os passivos à direita.

Este artigo sobre modelo de balanço patrimonial foi útil para você? Continue acompanhando as matérias do E-Diário e confira mais dicas como esta!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais