Balanço Patrimonial — 4 Erros Que Você Não Deve Cometer na Hora de Fazer o Seu

Balanço Patrimonial — 4 Erros Que Você Não Deve Cometer na Hora de Fazer o Seu
25/06/2020

Você sabe o que é e como fazer o balanço patrimonial da sua empresa? Embora ele tenha um papel de extrema importância dentro de uma organização, muitos empreendedores acabam negligenciando-o. Para isso não acontecer com você, entenda no artigo quatro erros que não devem ser cometidos na hora da criação do seu balanço. Confira!

O que é balanço patrimonial?

O balanço patrimonial nada mais é do que um relatório que apresenta o registro de todas as movimentações financeiras de uma empresa em um determinado período de tempo, por exemplo, um ano ou seis meses. O objetivo do documento é informar a situação patrimonial, isto é:

  • os bens;
  • os direitos;
  • as obrigações.

Além disso, no balanço patrimonial é possível identificar todos os investimentos feitos, suas fontes de recursos e a evolução histórica da empresa. 

4 erros cometidos na hora da criação do balanço patrimonial

Agora que você já sabe o que é e a importância do balanço, que tal ficar ciente de alguns erros comumente cometidos por quem elabora o documento? Veja abaixo:

1. Misturar dados pessoais e empresariais

Se você é um microempreendedor e acredita que não precisa da ajuda de um contador para organizar suas informações empresariais, cuidado, você pode acabar misturando as finanças pessoais com as contas da corporação.

Essa confusão pode gerar alguns riscos para o negócio, uma vez que acaba mascarando o resultado da atual situação financeira da empresa. 

2. Cálculos errados

O erro de cálculos é um dos principais erros que podem ser cometidos durante a elaboração do relatório. Porém, isso só realmente acontecerá se a sua empresa não tiver organização nas informações. Para ajudar, separe, desde o início, os números relacionados à vendas e compras, por exemplo. Dessa forma, ficará muito mais fácil coletar os dados e apresentá-los nos cálculos.

3. Fazer a coleta de dados manualmente

Uma MEI ou microempresa pode até conseguir coletar manualmente dados para a apresentação do balanço patrimonial, porém, organizações de médio e grande porte tendem a deixar informações de fora e, com isso, deixar passar erros totalmente despercebidos.

Fazer o balanço não é tarefa fácil e, por isso, ferramentas automatizadas para gestão e que possuem integração com planilhas podem ajudar. 

4. Arredondamento de valores

Arredondar valores parece ser uma prática inofensiva para você? Saiba que, parante a lei, essa é uma ação ilegal. Se o valor em uma determinada área do negócio deu, por exemplo, 0,98, não pense em arrendá-lo para 1,00. A falta de dados precisos tende a ilustrar grandes diferenças para menos ou para mais quando somados.

Gostou de conhecer alguns erros comuns na hora da construção do balanço patrimonial? Para mais assuntos assim, continue acompanhando as matérias do e-Diário Oficial!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais