O Que É CPV Na Contabilidade?

O Que É CPV Na Contabilidade?

Você sabe se o seu negócio está indo realmente bem? Vendas altas e um grande público não são capazes de atestar a saúde financeira de uma empresa. Em empreendimentos voltados à produção e venda de produtos, entender o que é CPV na contabilidade é essencial para acompanhar os indicadores de rentabilidade.

O CPV ajuda a compreender o lucro com as mercadorias, indicando se os preços devem ser revistos ou não.

Além de importante, é um tema que gera bastante dúvidas. Por isso, neste artigo, vamos explicar o que é o CPV, o que se deve levar em consideração na hora do cálculo e como realizar a conta.

O que é CPV na contabilidade?

CPV é a sigla para Custo dos Produtos Vendidos, sendo o indicador de rentabilidade responsável por mensurar o lucro advindo ou não das despesas que você tem com a produção e venda de mercadorias.

Ele é calculado de acordo com os custos e vendas da sua empresa, ou seja, demonstra quanto dinheiro está entrando no caixa e quanto está saindo.

Esse dado é importante tanto para a gestão de preços quanto para a de custos. Com ele, entende-se os preços que devem ser ajustados e custos que devem ser reduzidos.

Entender o que é CPV na contabilidade evita erros na contabilização empresarial. Por ser um cálculo integrado por muitos fatores, é imprescindível que se dê atenção a todo o ambiente financeiro do negócio. 

Então, o que integra o CPV?

Diferentes gastos integram diferentes partes do cálculo do CPV. Entre os principais a serem levados em conta estão:

  • matéria-prima para a produção do item;
  • mão de obra da linha de produção;
  • energia elétrica;
  • depreciação e manutenção do maquinário;
  • embalagens dos produtos.

A matéria-prima e as embalagens integram os custos de insumos, a mão de obra tem seu item único na fórmula e os outros itens da lista enquadram-se como gastos gerais de fabricação.

Veremos a fórmula a seguir.

Como é feito o cálculo do CPV?

A fórmula do CPV é:

CPV = EI + (In + MO + GGF) – EF

Considere, para o cálculo:

  • EI sendo o estoque inicial;
  • In sendo os insumos utilizados nos produtos comercializados;
  • MO sendo a mão de obra direta;
  • GGF sendo os Gastos Gerais de Fabricação;
  • EF sendo o estoque final.

Com o resultado em mãos, sabendo qual o CPV da sua empresa, o gestor pode seguir com planos para ajustar preços, evitando prejuízo.

 

Entender o que é CPV na contabilidade é apenas um dos passos para monitorar o seu empreendimento. Para garantir saúde financeira plena, entenda como otimizar sua gestão fiscal.

Por: Leonardo Silva

Nem tudo pode ser publicado no Diário Oficial da União (DOU) e do Estado (DOE) e o Leonardo entende bem disso. Com todo o seu conhecimento na área jurídica, ele sabe exatamente que tipo de conteúdo será aceito ou não na etapa de aprovação da matéria pela a Imprensa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais