Saiba o Conceito de Curto e Longo Prazo na Contabilidade

Saiba o Conceito de Curto e Longo Prazo na Contabilidade
03/04/2020

Quando se trata de elaborar relatórios contábeis, é preciso definir qual o período que estão compreendidos dentro dessas informações. Entretanto, o conceito de curto e longo prazo pode acabar sendo um pouco ambíguo para algumas pessoas, de modo que isso acaba gerando algumas dúvidas e confusões mentais.

Para que você tenha muito claro o que cada uma dessas determinações de tempo significa em relação à contabilidade, o portal e-Diário Oficial selecionou alguns dados relevantes sobre o assunto. Veja só!

O que é curto e longo prazo na contabilidade?

Ambos os termos podem ser relativos de acordo com o contexto. Porém, quando falamos de curto e longo prazo na contabilidade, há uma delimitação de período. 

Curto prazo

No meio contábil, utiliza-se o termo “curto prazo” para períodos que durem até um ano. É o caso de fazer, por exemplo, um balanço contábil, que deve ser feito dentro de um exercício social com a duração de 365 dias. Nesse caso, pode-se usar como base o ano-calendário de 1 de janeiro a 31 de dezembro, ou utilizar uma outra data, desde que cumpra com esse espaço de tempo máximo.

Nesse caso, são exemplos ganhos com vendas, retornos de investimentos, parcelas a quitar, salários a pagar, contas e impostos que são gastos fixos, entre outras coisas. 

Longo prazo

Como você pode deduzir, o longo prazo diz respeito, então, a ativos e passivos que estão a uma distância de mais de 12 meses. Esses dados não precisam constar no balanço patrimonial porque não faz parte do exercício social, porém é essencial que esteja presente em seus relatórios periódicos para que não deixe de contabilizá-los em demonstrativos futuros.

Aqui, um ótimo exemplo para entender os itens de maior período é o financiamento. O dinheiro que entra em caixa naquele exato momento deve fazer parte do relatório, já que está compreendido nos 12 meses definidos. Entretanto, caso haja parcelas a serem quitadas em mais de um ano, essas já não precisam ser relatadas.

O mesmo vale para vendas que você realizou, porém que terão o seu pagamento feito posterior a esse espaço de tempo.

Gostou de saber o que é curto e longo prazo na contabilidade? Então continue lendo mais textos como esse aqui no portal e-Diário Oficial e se informe sobre o universo contábil.

Por: Leonardo Silva

Nem tudo pode ser publicado no Diário Oficial da União (DOU) e do Estado (DOE) e o Leonardo entende bem disso. Com todo o seu conhecimento na área jurídica, ele sabe exatamente que tipo de conteúdo será aceito ou não na etapa de aprovação da matéria pela a Imprensa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais