Guia rápido — Saiba Como Precificar Serviços Contábeis

Guia rápido — Saiba Como Precificar Serviços Contábeis
24/05/2019

Precificar serviços contábeis envolve o cálculo de uma série de fatores — custos gerais do escritório, valor de colaboradores, horas trabalhadas e a margem de lucro esperada. Como um bom empresário, você deve saber como é importante ter em mente os custos diretos e indiretos do seu negócio para assim precificar da maneira correta seus serviços. 

Você acabou de se formar na faculdade e precisa de ajuda para definir o preço do seu trabalho? Ou ainda, já tem um tempo de atuação, mas deseja reformular os preços dos serviços? Então este artigo foi feito para você,  acompanhe!

3 passos para precificar serviços contábeis

De maneira simples e descomplicada, precificar serviços contábeis pode ser mais fácil do que você pensa. Para classificar seus serviços de maneira assertiva, siga os passos a seguir:

1. Avalie o tempo investido nos atendimentos

É fato que algumas atividades demandam mais tempo do que outras e isso influencia no preço final dos serviços. Algumas serão  necessárias apenas o auxílio da tecnologia, e outras, com a ajuda de mais profissionais. É importante saber precificar os valores exatos para cada uma delas. 

Uma ótima dica para auxiliar na produção exata dos colaboradores é ter instalado em cada computador ferramentas como o Trello e Toggl, por exemplo. As duas monitoram o tempo utilizado para a realização de cada tarefa.

Para precificar serviços contábeis com base no tempo de atendimento, imagine:

  • custo do funcionário Y: R$ 25,00/hora
  • tempo dedicado ao cliente X: 2 horas
  • custo do atendimento ao cliente X: R$ 50,00

Contudo, vale ressaltar que se mais de um funcionário for incorporado no projeto, o preço aumentará. 

2. Analise a situação do mercado

O que seus concorrentes andam fazendo? Aqui é o momento de fazer um mapeamento e analisar a sua situação diante o mercado contábil. Será que você está muito abaixo ou muito acima do valor estimado? Portanto, o aconselhável é oferecer um preço justo pelos seus serviços, sendo capaz de efetuar as contas da empresa, estabelecer uma margem de lucro razoável e que haja a livre competitividade entre os concorrentes. 

3. Estabeleça uma margem de lucro

Geralmente, o mínimo recomendável para uma empresa é ter uma margem de lucro de 15% sobre o capital. Isto é, ajuda a manter as atividades em execução e a ter um dinheiro extra para possíveis despesas.

Com isso, você deve verificar qual é a margem aplicada hoje e se ela atende às suas necessidades. Para fazer o cálculo é bem simples, imagine:

  • receita total: R$ 50.000
  • custos: R$ 25.000
  • impostos: R$ 3.000
  • despesas fixas e variáveis: R$ 5.000
  • lucro líquido = 50.000 – 25.000 – 3.000 – 5.000 = 17.000
  • margem de lucro: 17.000/50.000 (receita total) = 0,34 X 100 = 34%

Depois de fazê-lo, será que ele atinge as necessidades da sua empresa?

 

Gostou de saber como definir os preços do seu negócio? Para mais dicas como essa, continue acompanhando toda semana as matérias do E-diário!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais