Entenda Como Utilizar o Sistema ERP para Pequenas Empresas

Entenda Como Utilizar o Sistema ERP para Pequenas Empresas
09/10/2019

Você sabe o que é e como funciona o sistema ERP para pequenas empresas? A sigla deriva do nome Enterprise Resource Planning que, quando traduzida para o português, significa planejamento dos recursos da empresa. O sistema é uma plataforma de software desenvolvida especialmente para integrar e facilitar os processos operacionais dos departamentos organizacionais.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o assunto? Então acompanhe o artigo abaixo!

Como funciona o sistema ERP para pequenas empresas? 

O sistema de ERP pode ser personalizado ou pré-projetado. Caso a sua empresa seja de grande porte e comporte um grande número de colaboradores, a opção personalizada pode ser uma boa ideia. Vale ressaltar que esse tipo de opção possui funcionalidades específicas e o custo para aplicação pode ser um pouco mais alto que a opção pré-projetada ou padrão.

Agora, se a sua empresa é pequena e não precisa de grandes funcionalidades específicas para realizar os processos operacionais, aposte na opção padrão. 

Portanto, não deixe de analisar as diferentes possibilidades da implementação ERP dentro da sua empresa. O mais importante é que atenda às suas necessidades. Além disso, o software, em sua maioria, é dividido em três camadas:

Aplicação

A camada de aplicação é composta por funcionalidades, como processos, cadastros e dados necessários para a rotina operacional interna. 

Banco de Dados

No banco de dados, as informações são armazenadas de forma lógica, ou seja, geradas na camada de aplicação. O software pode estar em modo nativo — dentro da infra — ou remoto — em modelo nuvem. 

Framework

No framework é possível configuar/parametrizar e personalizar o sistema de acordo com as necessidades operacionais da empresa. 

Quais são os benefícios de implementar o software na empresa?

O sistema ERP pode trazer diversos benefícios para uma empresa. Separamos uns deles, olha só:

  • aumento da produtividade: a automação de processos otimiza o tempo gasto nas tarefas do dia a dia, além de padronizar atividades;
  • redução de custos operacionais: quando os processos se tornam virtuais, os gastos com materiais de escritório, como folhas de papel, por exemplo, são menos desperdiçados;
  •  melhora no controle de produtos: no varejo, por exemplo, um sistema que integre estoque, produção e compras pode melhorar o controle geral de vendas e outros processos;
  • redução de custos com TI: quando os processos estão concentrados em um só lugar, os custos com manutenção diminuem.

Gostou de saber como utilizar o sistema ERP para pequenas empresas? Confira outras matérias como essa, aqui no E-Diário Oficial! 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais