DRE na Contabilidade — O Que É e Como Fazer?

DRE na Contabilidade — O Que É e Como Fazer?
30/08/2019

Para que a gestão de sua empresa seja bem sucedida é importante prestar atenção em uma série de documentos e relatórios que ajudam a dar um panorama geral ou detalhado sobre a situação financeira. A DRE na contabilidade, por exemplo, é essencial para relatar os ganhos de determinado período do empreendimento.

Quer aumentar o controle das finanças do seu negócio? Então veja exatamente o que é e como fazer esse documento contábil com as dicas que o portal e-Diário Oficial selecionou para você!

O que é DRE na contabilidade?

A DRE na contabilidade é a Demonstração de Resultado de Exercício. Ela é um relatório financeiro que tem como objetivo mostrar o faturamento líquido que a empresa teve no período analisado — que pode ser mensal, bimestral, trimestral, semestral ou anual.

Para isso, é preciso fazer o lançamento de toda a movimentação das finanças — entradas e saídas. São elas:

Entradas

Também chamadas de receitas, as entradas correspondem a tudo o que foi ganho nesse tempo. Podem ser:

  • prestação de serviços;
  • venda de produtos;
  • bônus;
  • juros;
  • rendimentos de investimentos.

Saídas

Estes são os abatimentos feitos nas receitas, ou seja, o que foi retirado do caixa nesse mesmo período. As deduções são diversas, entre elas:

  • custo com matérias primas — produtos vendidos (CPV), mercadorias vendidas (CMV) e/ou serviços prestados (CSP);
  • despesas administrativas — aluguel, água, luz, telefone, internet, etc;
  • salários e comissões dos colaboradores;
  • impostos;
  • outros tipos de despesa que a empresa possa apresentar.

O resultado encontrado entre as receitas e deduções é o faturamento líquido da empresa.

Como fazer o DRE?

Não existe uma fórmula ou modelo pré-definido de DRE na contabilidade. Porém, existem alguns padrões que são seguidos para que os relatórios tenham fácil compreensão e consigam transmitir melhor as informações.

Primeiramente, a recomendação geral é que haja muita atenção com os valores adicionados. Verifique bem se eles foram contabilizados de forma correta e, depois, quando adicionar à tabela do relatório, também preste atenção para transcrever os números com exatidão.

Separe as transações por tabelas para cada categoria. Além disso, o ideal é que, quando for nomear receitas, coloque um (+) para deixar claro qual o tipo de transação. O mesmo serve para as deduções, que devem vir acompanhadas de um (-). Quanto aos resultados, adicione (=).

Gostou de saber o que é e como fazer DRE na contabilidade? Então leia mais artigos aqui no portal e-Diário Oficial!

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais