Estrutura do Balanço Patrimonial de São Paulo

Estrutura do Balanço Patrimonial de São Paulo
04/09/2018

Seguindo a Lei 6.404/1976, a  demonstração contábil é obrigatória e deve ser realizada com o intuito de verificar a posição financeira empresarial. Geralmente o processo deve ser realizado no fim do ano, porém as informações podem ser requisitadas em qualquer período. A realização do balanço patrimonial de São Paulo deverá ser feita seguindo a estrutura do país.

Além de todas as demonstrações financeiras, o balanço poderá ser utilizado para acompanhamento de estoques e ajudar no desenvolvimento de ações para a resolução de dívidas. Nesse sentido, a atividade contribui para a verificação do crescimento ou falência empresarial.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira este artigo e tire suas dúvidas!

 

Entenda como é a estrutura do balanço patrimonial de São Paulo

Para conseguir desenvolver um relatório de balanço patrimonial com qualidade e eficiência, é essencial conseguir compreender a estruturação do documento. Resumidamente, a estrutura do documento é composta por duas partes: os aspectos ativos e passivos. O primeiro deles, é referente a todos os bens da empresa, nesse sentido as posses da empresa são subdivididas em:

 

  • ativos circulantes: são as contas da empresa, pagamentos que serão feitos e as despesas em geral;
  • ativos  não circulantes: fazem referência ao crédito existente, como investimentos.

 

Já os aspectos passivos estão relacionados às obrigações da empresa, como, por exemplo, dívidas, taxa, juros, empréstimos, entre outros. Ou seja, em suma, o Balanço Patrimonial deve conter:

  • Aspectos ativos (circulantes e não circulantes);
  • Aspectos passivos.

Por fim, o balanço patrimonial pode ser definido como o patrimônio líquido empresarial, ou seja, a diferença entre os fatores ativos e passivos. Assim, será possível compreender como anda a saúde financeira da empresa.

 

Dicas para estruturar balanço patrimonial

Como foi dito, para detectar a saúde financeira empresarial, é necessário obter os valores referentes ao patrimônio líquido. A equação entre aspectos passivos e ativos deve está equilibrada, caso contrário, é provável que a empresa apresente problemas financeiros. Por isso, é essencial a organização empresarial.

A dica é fazer uma análise financeiras mês a mês, assim fica mais simples compreender a evolução, além de evitar que todo o balanço seja realizado de uma vez. Nesse sentido, é essencial manter o fluxo de caixa sempre atualizado.

Agora que você já sabe como é a estrutura do balanço patrimonial de São Paulo, aproveite para conferir outros conteúdos relacionados ao tema!

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais