Capital de Terceiros ou Capital Próprio: Qual é a Melhor Opção?

Saiba que tipo de capital é ideal para seu negócio

Capital de Terceiros ou Capital Próprio: Qual é a Melhor Opção?
28/05/2018

Para abrir um negócio ou mesmo expandir uma empresa já existente, é necessário que o empreendedor tenha a compreensão sobre o que é capital de terceiros e capital próprio.  Por isso, explicamos neste artigo o conceito e as vantagens e desvantagens dessas duas vertentes de financiamento, confira a seguir!

 

O que é capital de terceiros?

 

O capital de terceiros é formado por recursos externos à empresa, como empréstimos ou financiamentos bancários. Nesta modalidade, a empresa consegue atingir um crescimento mais acelerado, além do que conseguiria apenas através de recursos próprios. Com isso, acaba gerando maior lucratividade.

 

É importante ter em mente que ao optar pelo capital de terceiros, além do retorno próprio esperado, deve-se cumprir com as obrigações deste capital, os juros, e no caso de ter escolhido captar recursos com um investidor, há redução de autonomia. Além disso, recomenda-se não utilizar itens essenciais à operação como garantias.

 

Como se pode notar, é uma modalidade que exige um perfil empreendedor mais arrojado, ou seja, disposto a correr mais riscos.

 

O que é capital próprio?

 

Essa forma de financiamento é formada pelos recursos originados do fundador, sócio ou investidores que tenham participação na empresa. Apesar do controle total sobre investimentos que o empreendedor possui nessa modalidade, este fica limitado à quantidade do seu próprio capital. Caso queira crescer, deve reinvestir todo ou parte dos lucros obtidos.

Além disso, se optar por um sócio, ambas as participações e responsabilidades devem ser bem definidas dentro da sociedade. Esta é uma opção para perfis mais conservadores e tradicionais.

 

Afinal, qual tipo de capital devo utilizar?

 

Após entender o que é capital de terceiros e capital próprio, você deve estar se perguntando qual tipo de capital deve utilizar para o seu negócio, certo? Os principais aspectos a serem considerados são três: a quantia necessária, as condições de financiamento e o custo de oportunidade.

 

Tenha um bom plano de negócios onde estejam detalhados todos os gastos, é através dele que conseguirá escolher qual a melhor opção de financiamento, além de ser um instrumento que auxiliará a conquistar a confiança dos investidores.

 

No processo de decisão sobre o tipo de financiamento de capital ideal, atente-se à aceitação ao risco, à versatilidade e ao relacionamento, ou seja, qual o nível de relação com sócios ou empresas financiadoras. Definidas as questões, saberá analisar qual deverá ser a origem dos recursos para  seu negócio.

 

Gostou de saber mais sobre o que é capital de terceiros e capital próprio? Confira mais matérias como essa no E-diário Oficial

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais