Inventário Patrimonial: Saiba o Que é e Aprenda a Organizar na Sua Empresa!

Inventário Patrimonial: Saiba o Que é e Aprenda a Organizar na Sua Empresa!
07/11/2017

O inventário patrimonial é algo que toda empresa deveria ter. Ele é importante para dar dimensão aos gestores da quantidade de equipamentos presentes na organização, quanto custa cada um deles, qual é o valor da manutenção e quando elas são feitas, por exemplo.

Quando falamos desse tipo de documento, controle é a palavra-chave. A empresa precisa ter controle sob a operação das organizações, quem são os funcionários responsáveis pelas máquinas, se há bastante manutenção, se todos os equipamentos comprados estão sendo utilizados, dentre tantas outras questões.

Dados do inventário patrimonial

O inventário patrimonial é um documento e nele deve conter algumas informações essenciais. Deve haver um lançamento periódico por parte da empresa para sempre estar atualizado sobre os itens patrimoniais da empresa. Confira!

Categoria do item em questão

  • responsável;
  • área do responsável;
  • data de compra;
  • idade em meses;
  • valor;
  • estado de conservação;
  • vida útil em anos;
  • valor atual;
  • depreciação.

Itens não obrigatórios

  • número de série;
  • modelo;
  • local de armazenamento.

Como organizar o inventário patrimonial da sua empresa?

O primeiro passo para organizar o inventário patrimonial da sua empresa é identificar os bens físicos que a empresa possui. Todos os equipamentos valem, desde os mais simples — mouse, cadeira, lixeira —, até os mais complexos — computador, televisão, celulares.

Nesse momento, a empresa deve fazer o etiquetamento dos itens e recolher os dados citados acima com bastante detalhamento: com informações sobre a localização do bem, o estado físico, utilizando, inclusive, fotos se for necessário.

Depois, é importante fazer uma última checagem. Analise se todos os equipamentos foram contados, se há o detalhamento ideal sobre os produtos e, principalmente, os dados sobre o desgaste e vida útil dos itens.

Por fim, manter as informações em um papel é arriscado por vários motivos. Você pode perdê-lo, ele pode rasgar, molhar, amassar, dentre tantos outros efeitos. Por isso, passar o seu conteúdo para uma planilha e outras formas de deixá-lo arquivado de forma permanente é a melhor opção.

Agora que você já sabe como fazer o seu inventário patrimonial, comece a fazer a análise dos bens da empresa. Continue acompanhando as matérias do E-Diário e conte conosco!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode se interessar por

Veja mais