Matérias

Como calcular a depreciação: conceito e métodos

Calcular a depreciação é uma das atividades contábeis mais importantes para uma empresa porque, além de ter implicações diretas na avaliação de ativos e na tributação, interfere no planejamento orçamentário de curto, médio e longo prazos. Neste artigo, reunimos as principais informações sobre esse conceito: 

  • o que é depreciação;
  • o que são bens depreciáveis e não depreciáveis;
  • quais são os métodos para calcular a depreciação;
  • como montar uma planilha de depreciação no Excel.

O que é depreciação?

A depreciação é um processo pelo qual os ativos imobilizados de uma empresa têm seu valor contábil reduzido ao longo do tempo, devido ao uso, obsolescência ou desgaste natural. Em outras palavras, é uma forma de registrar a diminuição do valor de bens tangíveis, como equipamentos, máquinas e veículos, à medida que eles são utilizados.

Existem duas perspectivas principais de depreciação:

Depreciação Fiscal

Refere-se às regras estabelecidas pelas autoridades fiscais para deduções de impostos relacionadas à depreciação, que podem variar de acordo com a legislação tributária de cada país. Geralmente, seu objetivo é permitir que as empresas reduzam sua carga tributária ao considerar o desgaste dos ativos ao longo do tempo.

Depreciação Contábil

É uma prática contábil que reflete o desgaste real dos ativos ao longo do tempo, independentemente das considerações fiscais. Ela fornece uma visão mais precisa da saúde financeira da empresa e é crucial para a elaboração de demonstrações financeiras confiáveis.

O que são bens depreciáveis?

Bens depreciáveis são os que têm uma vida útil finita e perdem valor com o uso ou o tempo. Nessa categoria, podemos incluir:

  • veículos, como carros, caminhões, motocicletas.
  • máquinas industriais;
  • equipamentos de informática, como computadores e servidores;
  • móveis e utensílios, como mesas, cadeiras e estantes;
  • prédios e instalações utilizados para fins comerciais.

O que são bens não depreciáveis?

Bens não depreciáveis são os que não perdem valor significativo com o uso ou o tempo. Normalmente, eles mantêm ou até aumentam de valor ao longo do tempo, pois não sofrem desgastes consideráveis. Como exemplos, podemos citar:

  • terrenos;
  • obras de arte;
  • ativos biológicos, como animais vivos e culturas agrícolas;
  • ativos intangíveis, como patentes, marcas registradas e direitos autorais;
  • joias e metais preciosos;
  • investimentos financeiros, como ações, títulos e moedas estrangeiras.

Como calcular a depreciação?

Existem vários métodos para calcular a depreciação e aqui vamos explicar os mais comuns:

Depreciação Linear

O método linear distribui a depreciação uniformemente ao longo da vida útil do ativo. Trata-se do método mais utilizado e sua fórmula básica é: 

Depreciação Anual = (Valor Contábil – Valor Residual) / Vida Útil. 


O valor residual é o valor estimado do ativo no final de sua vida útil.

Depreciação Acelerada

O método de depreciação acelerada reconhece maior depreciação nos primeiros anos, refletindo a ideia de que os ativos geralmente perdem mais valor no início de sua vida útil. É mais aplicado em empresas com alto uso de maquinário e que, por terem dois ou três turnos de trabalho, geram alto desgaste em seus equipamentos.

Depreciação Acumulada

A depreciação acumulada é a soma total da depreciação de todos os ativos da empresa. É um método útil porque é o valor que entra no balanço financeiro para ser abatido do resultado final.

Depreciação Gerencial

A depreciação gerencial permite ajustes nos cálculos para se alinhar às estratégias de manutenção e atualização de ativos. É um método para uso interno que ajuda, por exemplo, a determinar o valor pelo qual um bem pode ser vendido.

Como montar uma planilha de depreciação no Excel? 

Montar uma planilha de depreciação no Excel é bastante simples, já que o programa conta com uma função específica para isso, chamada de DPD. Você precisará das seguintes informações sobre cada ativo:

  • o custo;
  • o valor residual (o preço final do bem ao encerrar a sua vida útil);
  • a vida útil, que é definida pela Receita Federal.

Cada uma das informações citadas acima deve ser inserida em uma célula independente e estar nesta exata ordem. Assim, você conseguirá puxar valor da depreciação anual com a fórmula. De outras maneiras, a fórmula dará erro.

A célula correspondente ao resultado deve ser preenchida com a seguinte fórmula 

=DPD(intervalo dos valores). 

O “intervalo dos valores” corresponde às células em que estão as três informações necessárias.

Por exemplo, se elas estiverem nas células C5, C6 e C7, a fórmula será: 

=DPD(C5;C6;C7)

Assim, o processo para calcular a depreciação é automatizado e você obtém as informações contábeis de maneira mais eficiente, prática e otimizada para contribuir na elaboração do balanço patrimonial e da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Aliás, você sabia que esses dois documentos precisam ser divulgados no Diário Oficial? Para saber mais sobre o assunto, baixe nosso guia gratuito e saiba como publicar o balanço e a DRE da sua empresa com o E-diário!

Leonardo Lopes

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Fusce ut arcu et quam euismod maximus in pulvinar tortor. Sed velit velit, iaculis vel feugiat id, blandit interdum mi. Sed viverra nulla nisi, at tincidunt quam iaculis ut. Nam aliquam vitae augue id rhoncus. Pellentesque bibendum non purus eu vehicula. Praesent efficitur, libero et vestibulum vestibulum, neque sapien porttitor dui, eu eleifend purus urna at odio. Proin sed ante eget ante accumsan pulvinar ut et elit.

Recent Posts

Saiba Para Que Serve o MEI

Saiba como o MEI pode transformar seu negócio. Leia o artigo e conheça vantagens e…

6 dias ago

Relatório de Receitas Brutas — Para Que Serve e Como Preencher

Conheça a estrutura ideal de um relatório de receitas brutas e como ela pode otimizar…

4 meses ago

Modalidades de Licitação: Entenda Cada Uma Delas

Entender as modalidades de licitação existentes é fundamental para quem deseja participar de um processo…

5 meses ago

O Que É Um Contrato De Consumo E Como Elaborar?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um contrato de consumo e quais são…

5 meses ago

Entenda Para Que Serve um Sindicato

Tem dúvidas de para que serve um sindicato? Leia o artigo para entender!

5 meses ago

Contratos Administrativos — Saiba Como Formular Corretamente

Neste artigo, você vai entender melhor sobre os contratos administrativos e como o E-diário Ofícial…

5 meses ago