Matérias

Planilha de Controle de Patrimônio: Existe um Modelo Ideal?

A administração contábil, especialmente no caso de empresas, demanda uma série de rotinas e ferramentas. Uma delas é a planilha de controle de patrimônio. Com ela, é possível criar listas de ativos e passivos, fazer contas, utilizar fórmulas e muitas outras funções que facilitam o trabalho dos contadores e agilizam a elaboração do balanço. 

Para que o trabalho seja efetivo, no entanto, é preciso garantir que o documento contém todas as informações necessárias. Leia o artigo para entender os pontos que não podem faltar e ter acesso a dois modelos para montar a sua.

Planilha de controle de patrimônio: o que deve constar

A planilha de controle de patrimônio deve listar, obrigatoriamente, todos os bens patrimoniais de uma empresa. Isso inclui qualquer produto ou item, mesmo aqueles que podem perder seu valor com o passar do tempo.

Além disso, é preciso definir categorias para catalogar cada tipo de bem, por exemplo:

  • equipamentos;
  • veículos;
  • bens ativos;
  • bem inativos.

Para facilitar ainda mais o controle, identifique a área à qual cada um dos itens pertence, bem como o nome dos funcionários responsáveis por eles.

Outra informação importante é a data de compra de cada bem. É interessante criar uma fórmula  para que o tempo de vida útil de cada um possa ser calculado automaticamente. Adicione também o valor pago, o custo atual e o estado de conservação deles.

Com essas informações, já é possível prever quando é necessário repor e trocar bens, permitindo assim que a empresa faça um planejamento financeiro mais eficiente, evite gastos desnecessários e minimize despesas inesperadas.

Confira modelos de planilha de controle de patrimônio

Mesmo conferindo, no tópico acima, quais são os pontos que não podem faltar na planilha de controle de patrimônio, organizar esses dados pode gerar bastante dúvida. Para facilitar ainda mais seu dia a dia na contabilidade, você pode seguir um dos modelos abaixo:

Planilha de controle de patrimônio simples

Empresas de pequeno a médio porte podem se valer de uma planilha mais simples, que contenha as informações abaixo:

Planilha de controle de patrimônio completa

Já no caso de organizações maiores, a recomendação é que o controle de patrimônio seja o mais minucioso possível, para evitar perdas de tempo e agilizar a localização de cada item quando necessário. Por isso, o ideal é o modelo de planilha a seguir:

Diante dessas sugestões, é possível escolher aquela que melhor se aplica ao seu dia a dia e ao patrimônio que é controlado, lembrando que, quanto mais completa a planilha for, melhor será o controle e mais análises poderão ser feitas.

Agora que você já leu este conteúdo, aproveite para complementar seus conhecimentos contábeis conferindo também nosso artigo sobre como calcular o patrimônio líquido de uma empresa.

Conteúdo AG Mestre

View Comments

Recent Posts

Relatório de Receitas Brutas — Para Que Serve e Como Preencher

Conheça a estrutura ideal de um relatório de receitas brutas e como ela pode otimizar…

3 meses ago

Modalidades de Licitação: Entenda Cada Uma Delas

Entender as modalidades de licitação existentes é fundamental para quem deseja participar de um processo…

3 meses ago

O Que É Um Contrato De Consumo E Como Elaborar?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um contrato de consumo e quais são…

4 meses ago

Entenda Para Que Serve um Sindicato

Tem dúvidas de para que serve um sindicato? Leia o artigo para entender!

4 meses ago

Contratos Administrativos — Saiba Como Formular Corretamente

Neste artigo, você vai entender melhor sobre os contratos administrativos e como o E-diário Ofícial…

4 meses ago

Como Fazer um Contrato de Parceria Empresarial?

Aprendendo como fazer um contrato de parceria empresarial, você conhecerá a importância desse documento e…

4 meses ago