Matérias

Como Elaborar Um Plano De Contas Contábil?

O plano de contas contábil é um documento para identificar todas as movimentações realizadas dentro de determinada empresa. Essas informações são extremamente valiosas para a elaboração de documentos, bem como para a manutenção da saúde financeira da organização.

Saiba o que é esse plano e os principais dados que ele deve demonstrar!

O que é um plano de contas contábil?

O plano de contas contábil lista todas as contas de uma empresa em um único lugar, para que seja possível ter uma visão panorâmica da situação financeira da organização e todos os seus setores.

Na contabilidade, as contas principais que aparecem nesse documento são as receitas, despesas, ativos e passivos. Porém, podem haver variações, já que cada empresa tem suas necessidades.

Seu objetivo e importância residem na classificação de movimentações financeiras, o que é essencial para a elaboração de relatórios como o Balanço Patrimonial.

No Brasil, o plano de contas deve ser elaborado segundo a Lei Nº 6.404/76 — a Lei das Sociedades por Ações.

Como elaborar um plano de contas contábil

É importante que o plano de contas siga a estrutura determinada pela Lei que citamos anteriormente, além de usar como base as Normas Brasileiras de Contabilidade e os Princípios Fundamentais de Contabilidade.

Em suma, é necessário demonstrar as seguintes informações:

Ativos

Existem três tipos de ativos:

  • circulantes: bens que se movimentam em um prazo inferior a um ano, como o caixa e a conta bancária da empresa;
  • não-circulantes: contas a receber a longo prazo, ou seja, com movimentação apenas depois de um ano;
  • imobilizado: bens imóveis e móveis.

Todos eles devem constar no plano.

Passivos

Também devem estar no documento e são divididos em três tipos:

  • circulantes: impostos, salários, parcelas de compras e outras obrigações que devem ser honradas dentro do ano vigente;
  • não-circulantes: despesas a serem pagas apenas no ano seguinte;
  • patrimônio líquido: o patrimônio da empresa, ou seja, o capital dos sócios ou acionistas.

Receitas, despesas e custos

São divididos em dois tipos:

  • operacionais: receitas, despesas e custos relacionados à atividade do negócio, como vendas, serviços e insumos;
  • não-operacionais: que ocorrem de outra forma, como receita adquirida por rendimentos de investimentos ou despesas e custos relacionados a doação.

Independentemente do seu tipo de empresa e de que outras movimentações financeiras ocorram dentro dela, essas três classes de informações devem aparecer no plano de contas contábil.

Se você quer manter a contabilidade do negócio em dia, confira também quais são as obrigações contábeis de uma empresa!

Conteúdo AG Mestre

Recent Posts

Relatório de Receitas Brutas — Para Que Serve e Como Preencher

Conheça a estrutura ideal de um relatório de receitas brutas e como ela pode otimizar…

3 meses ago

Modalidades de Licitação: Entenda Cada Uma Delas

Entender as modalidades de licitação existentes é fundamental para quem deseja participar de um processo…

3 meses ago

O Que É Um Contrato De Consumo E Como Elaborar?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um contrato de consumo e quais são…

4 meses ago

Entenda Para Que Serve um Sindicato

Tem dúvidas de para que serve um sindicato? Leia o artigo para entender!

4 meses ago

Contratos Administrativos — Saiba Como Formular Corretamente

Neste artigo, você vai entender melhor sobre os contratos administrativos e como o E-diário Ofícial…

4 meses ago

Planilha de Controle de Patrimônio: Existe um Modelo Ideal?

A planilha de controle de patrimônio é um documento fundamental para a contabilidade de empresas.…

4 meses ago