Categories: Perguntas Frequentes

Execução de Sentença – Entenda as diferenças

Modificações recentes no Código de Processo Civil promoveram um novo modelo que tem a finalidade de dar mais efetividade ao processo de execução, inaugurando no ordenamento jurídico a fase de cumprimento, conhecida como execução de sentença. Assim, entenda as diferenças entre o processo de execução e o cumprimento de sentença, a seguir.

Alterações na Lei 11.232/05

Antes, o processo era dualista. Contudo, as novas alterações trazidas pela Lei 11.232/05 tornou o processo sincrético, com duas fases inseridas no mesmo contexto processual: a fase de conhecimento e a de cumprimento de sentença.

Processo de Execução

Chamamos de processo o conjunto de atos que cria uma relação jurídica da qual surgem deveres. O processo de execução visa a satisfação do direito subjetivo da parte, que busca na atuação do Estado a realização de sua pretensão. O processo de execução é o caminho para a realização do direito que tem origem em um título executivo extrajudicial.

Cumprimento ou Execução de Sentença

Esse procedimento é utilizado para concretizar o que foi determinado pelo juiz na sentença. Sentença é a decisão do juiz sobre o que está sendo solicitado no processo. Caso o juiz entenda que o que o autor pediu é correto, é feita a sentença de procedência. Se ele não aceitar, teremos a sentença de improcedência. O pedido chamado de parcialmente procedente é quando o juiz entende que o autor não tem direito a tudo o que pediu.

Principais Diferenças

Conforme a posição de cada um desses institutos presentes no Código do Processo Civil, pode-se perceber as suas principais diferenças. Enquanto o Processo de Execução se desenvolve no Livro do Processo de Execução, o cumprimento de sentença encontra-se no Livro I, da Lei Adjetiva Civil.

Além disso, a execução de sentença é uma ação autônoma. Isso significa que o cumprimento é feito a partir dos autos da ação do conhecimento.

A forma de defesa do devedor também é uma diferença importante. Na execução comum, o devedor poderá alegar toda a matéria de fato. Já na execução de sentença, existe um rol taxativo das matérias que podem ser alegadas em defesa do devedor.

Portanto, o novo Código Civil trouxe mudanças importantes que contribuirão para a efetiva satisfação de créditos do devedor.

 

Deseja publicar alterações nas leis no Dou – Diário Oficial da União, ou, no Doe – Diário Oficial do Estado Oficial? Conte com os serviços do e-Diário Oficial para fazer isso de forma segura, rápida e prática!

 

Conteúdo AG Mestre

View Comments

Recent Posts

  • Tributação

Gestão Tributária — 6 Dicas Para Garantir A Sua Sem Preocupações

Garantir que a gestão tributária seja feita de forma eficiente é essencial para o bom funcionamento e o sucesso do…

3 horas ago
  • Leis

IFRS – Conheça as Normas Internacionais de Relatório Financeiro

Você já ouviu falar de IFRS? A sigla significa International Financial Reporting Standards, na tradução para o português, Normas Internacionais de…

8 horas ago
  • Matérias

Contabilidade Digital — Como Ela Influencia O Mercado Contábil?

Aquela imagem clássica de um escritório contábil com armários, gavetas e mesas cheias de papéis pode ficar para sempre no…

1 dia ago
  • Tributação

Obrigações Acessórias — Entenda Quais São E Como Funcionam

As obrigações acessórias são declarações onde constam informações sobre as empresas. Saiba tudo no texto a seguir!

1 semana ago
  • Matérias

O Que Deve Conter Em Uma Ata De Presença De Reunião

Todos nós já sabemos que a ata é um documento escrito que registra assuntos e acontecimentos debatidos em reuniões ou…

1 semana ago
  • Matérias

ITBI — O Que É o Imposto de Transmissão De Bens Imóveis?

ITBI é a sigla para Imposto de Transmissão de Bens Imóveis, cobrado pela prefeitura de uma cidade quando um imóvel…

1 semana ago