Matérias

Como Fazer A Divisão De Cotas Empresariais?

As cotas empresariais são uma parte importante de qualquer empresa baseada em sociedade, ou seja, que tenha sócios. Elas são um valor retido por cada uma dessas pessoas e podem ser relevantes para diversas situações, como a compra ou venda de partes do negócio.

Dessa forma, é essencial entender o conceito das cotas e, também, como dividi-las corretamente. Confira todas essas explicações no artigo!

O que são as cotas empresariais?

Para entender melhor o que são as cotas empresariais, também chamadas de quotas, é preciso definir, antes, o que é o capital social de uma empresa. Veja:

O que é capital social?

Assim que qualquer negócio começa, sócios e acionistas estabelecem um valor que será inserido na empresa para dar início às atividades. Essa quantia é o capital social.

Existem duas categorias deste capital:

  • subscrito: valor que o sócio pretende integralizar;
  • integralizado: quantia que realmente é passada para a empresa.

Qual a relação entre capital social e as quotas?

As quotas empresariais nada mais são do que a fração que cada sócio receberá do capital social da empresa. Ou seja, elas dependem do capital integralizado.

Apesar de parecer uma operação simples, a divisão das cotas não é necessariamente a mesma prevista no contrato social. Isso acontece porque, apesar do número se manter inalterado no documento, é muito comum que sócios e acionistas façam aportes ou reinvestimentos — ou seja, o valor integralizado tende a ser maior.

Fazer esse cálculo é o que vai definir o valor da fração que cada sócio tem. Saiba mais a seguir!

Como fazer a divisão das cotas empresariais?

A quantia real das cotas só pode ser aferida após uma avaliação da empresa que permita saber o verdadeiro valor dela e, portanto, do seu capital social. Isso inclui verificar:

Avaliadas a situação financeira e as perspectivas de crescimento da empresa, é possível conhecer o valor total investido no negócio e, assim, saber a fração que cada sócio tem dentro do capital.

O método mais utilizado para isso é chamado de Fluxo de Caixa Descontado, que consiste em examinar a capacidade da empresa de gerar lucro no futuro e trazer esse valor para o presente.

Isso envolve uma equipe e um laudo técnico completo, por isso é importante ter ciência e clareza de toda a contabilidade da empresa. Se você quer continuar se inteirando sobre o assunto, confira quais são as demonstrações contábeis e garanta que o seu negócio esteja sempre em dia.

Leonardo Lopes

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Fusce ut arcu et quam euismod maximus in pulvinar tortor. Sed velit velit, iaculis vel feugiat id, blandit interdum mi. Sed viverra nulla nisi, at tincidunt quam iaculis ut. Nam aliquam vitae augue id rhoncus. Pellentesque bibendum non purus eu vehicula. Praesent efficitur, libero et vestibulum vestibulum, neque sapien porttitor dui, eu eleifend purus urna at odio. Proin sed ante eget ante accumsan pulvinar ut et elit.

Recent Posts

Relatório de Receitas Brutas — Para Que Serve e Como Preencher

Conheça a estrutura ideal de um relatório de receitas brutas e como ela pode otimizar…

3 meses ago

Modalidades de Licitação: Entenda Cada Uma Delas

Entender as modalidades de licitação existentes é fundamental para quem deseja participar de um processo…

3 meses ago

O Que É Um Contrato De Consumo E Como Elaborar?

Neste artigo, você vai descobrir o que é um contrato de consumo e quais são…

4 meses ago

Entenda Para Que Serve um Sindicato

Tem dúvidas de para que serve um sindicato? Leia o artigo para entender!

4 meses ago

Contratos Administrativos — Saiba Como Formular Corretamente

Neste artigo, você vai entender melhor sobre os contratos administrativos e como o E-diário Ofícial…

4 meses ago

Planilha de Controle de Patrimônio: Existe um Modelo Ideal?

A planilha de controle de patrimônio é um documento fundamental para a contabilidade de empresas.…

4 meses ago