Categories: Perguntas Frequentes

Autônomo – Saiba Como Funciona a Contribuição do INSS

Pensar no futuro é essencial, principalmente quando envolve a aposentadoria, pois é ela que irá ajudar a manter a estabilidade financeira durante a terceira idade. No entanto, não só apenas trabalhadores com carteira de trabalho registrada podem realização a contribuição do INSS. Pessoas que trabalham por conta própria, os autônomos também podem realizar o pagamento das parcelas referentes ao benefício.

 

Quer saber como funciona a contribuição do INSS para os autônomos? Então continue lendo este artigo!

 

Entenda como é feita a contribuição do INSS

 

O pagamento das parcelas referentes ao INSS pode ser feito mensalmente das seguintes maneiras:

 

  • pagamento de 11% do salário mínimo, com o pagamento desse valor é possível realizar a aposentadoria por idade e receber o benefício equivalente a um salário mínimo por mês;

 

  • pagamento de 20% sobre recebimentos, ao realizar o pagamento desse valor é possível se aposentar pelos critérios de idade ou por tempo de serviço. O valor do benefício recebido será uma média referente a 80% das maiores contribuições feitas. 85% da média obtida será referente ao seu recebimento mensal da aposentadoria.

 

Por que o autônomo deve realizar a contribuição do INSS?

A contribuição do INSS é importante para proporcionar segurança ao futuro do trabalhador autônomo. Além de receber o benefício da aposentadoria, o trabalhador ainda pode recorrer ao auxílio-doença, maternidade e direito à pensão em caso de morte. Ou seja, contribuir é uma boa opção para quem trabalha por conta própria.

 

 

Saiba como o autônomo pode fazer a contribuição do INSS

 

 

Para começar a contribuir com o INSS, o autônomo precisa prestar serviços para pessoas físicas e se cadastrar como Contribuinte Individual. A inscrição pode ser feita no site da Previdência Social. Deve ser escolhida o tipo de contribuição, e então o valor referente deve ser pago todos os meses.

 

Outra maneira de realizar a contribuição é por meio da formalização como MEI. O Microempreendedor Individual também pode realizar o pagamento do INSS e receber os benefícios da aposentadoria.

 

É importante salientar que para os autônomos que querem realizar a contribuição do INSS é se programar financeiramente. Afinal, ao contribuir com 11%, o rendimento lá na frente será de apenas um salário mínimo, no entanto, ao optar pelo modelo de 20% sobre os rendimentos, o valor do benefício será mais elevado.

 

Gostou do artigo? comente e compartilhe! Aproveite e fique sempre atento às novidades do E-diário Oficial!

 

Conteúdo AG Mestre

Recent Posts

  • Matérias

Tipos de Crimes — Entenda os Mais Comuns no Brasil

Você sabe quais são os tipos de crimes mais comuns no Brasil? É importante dominar o assunto se for presta…

4 dias ago
  • Matérias

Revelia — Como o Acompanhamento Dos Diários Oficiais te Ajuda a Evitá-la

A revelia é declarada quando um réu não apresenta sua defesa sobre um processo até o prazo estipulado. Essa não…

1 semana ago
  • Leis
  • Sem Categoria

Ação Rescisória Trabalhista — Tire suas Principais Dúvidas Sobre o Assunto

A ação rescisória trabalhista é um importante instrumento que surge quando um processo é encerrado, mas sem o resultado pretendido e…

2 semanas ago
  • Leis

Trânsito Em Julgado – Descubra O Que Significa O Termo Nos Processos

Você já deve ter ouvido falar na expressão trânsito em julgado ou transitar em julgado, seja na televisão ou ao…

2 semanas ago
  • Matérias
  • Sem Categoria

Saiba O Que É Licença Ambiental

Se você deseja começar um negócio que utiliza recursos naturais em suas atividades, é preciso saber o que é licença…

1 mês ago
  • Tributação

Nota Fiscal De Entrada – Entenda O Que É E Como Deve Ser Emitida

Você sabia que a emissão de nota fiscal é obrigação de todas as empresas que vendem produtos ou serviços? No…

1 mês ago